Esta semana foi realizada a manutenção da linha férrea na Rua Copacana, em Joinville. A  concessionária da ferrovia tem a missão de amenizar os efeitos dos trilhos na passagem dos veículos de passeio em vários trechos. Depois de várias reclamações de motoristas, finalmente vários pontos receberam as obras necessárias. Porém, fica a pergunta de quando o projeto do contorno ferroviário realmente sairá do papel na nossa região. É inconcebível que o trem continue passando pelo Centro e bairros de Joinville e São Francisco do Sul e complicando ainda mais o trânsito.

Só que o projeto dificilmente sairá do papel neste ano e possivelmente em 2019. Então a expectativa é que com o novo governo que assumirá em 2019, em 2020 haja alguma novidade para o setor. Tudo depende do orçamento e das prioridades do futuro governo federal. Possivelmente, os valores seriam em torno de R$ 220 milhões para Joinville e R$ 150 milhões para São Francisco do Sul. O grande desafio é que dependendo do traçado a ser viabilizado com o contorno, desapropriações terão que ser viabilizadas. Daí o problema de mais gastos com a obra.