A música de bandoneon, implantada em Joinville pelos antepassados, para a alegria daqueles que prezam as tradições, certamente não será mais relegada ao esquecimento. Por iniciativa de Joraia e Dionisio Trapp e demais membros desta família, há 18 anos foi criada a Bandoneonfest, anualmente realizada na Sociedade Rio da Prata, Pirabeiraba.
Consolidada e incluída no calendário de festas da cidade, há alguns anos vem trazendo frutos que extrapolam a própria festa. São os 31 novos bandoneonistas que aprendem a dominar o instrumento, com um professor que vem de Pomerode toda semana e outro da própria Família Trapp. Meninos e meninas, em seus trajes típicos germânicos já animam festas e eventos, apresentando principalmente músicas alemãs. Na última semana tocaram no lançamento da Bierfest, alegrando os convidados. “Esta é nossa contribuição para manter viva a tradição alemã em Joinville”, disse Joraia Trapp, que faz batata frita e assa pãezinhos de queijo para os bandoneonistas mirins, nos dias de ensaio em sua casa.
O bandoneon foi inventado pelo músico alemão Heinrich Band, em 1821, para ser usado na música religiosa e na animação da música popular alemã.