Diretas e Indiretas

Angelin: 15 anos trazendo soluções para os imóveis
24 de junho de 2020
Censo: Joinville aguarda a verdade dos números
24 de junho de 2020

Segue a novela da Via Gastronômica

Não será de um dia para o outro que as obras do Rio Mathias na área da Via Gastronômica (se é que existe ainda) terão um final feliz. Com a instabilidade do tempo e os problemas agora jurídicos, a obra deve se arrastar por muito tempo. Porém, é bom explicar que a SEINFRA (Secretaria de Infraestrutura) não possui atribuição para a obra gastronômica, mas na fiscalização da Ampliação da Capacidade Hidráulica do Rio Mathias, no trecho da Via Gastronômica.

Sem alteração
De qualquer forma, não houve mudança no cenário. O Consórcio detentor do contrato montou uma pequena frente de trabalho sem muita efetividade na recuperação do cronograma executivo. A SEINFRA segue com seus procedimentos de fiscalização. Os processos para enquadramento em faltas contratuais seguem na Secretaria de Administração e Planejamento. Ou seja, a esperança agora está depositada numa ação forte por parte desta pasta, que tem que cobrar das empresas envolvidas.

Decisão
A Procuradoria Geral do Município se posicionou entendendo que não cabe a suspensão dos contratos da obra. Então, agora é cobrar para que a obra seja realmente concluída, e que as penalidades sejam aplicadas para quem não estiver seguindo corretamente o contrato.

Como será?
E diante da quarentena e dos efeitos do coronavírus, já vem uma pergunta: como será a temporada de verão deste final de ano? É bom lembrar que no fim do ano passado, as praias do Norte de Santa Catarina foram invadidas por milhares de turistas. Em Enseada, São Francisco do Sul, foi preciso fechar a ponte de acesso diante de tanta gente. E agora, como será?

Preocupação
Os comerciantes do litoral não escondem a preocupação, principalmente do setor hoteleiro. Além da questão do medo que deve ainda causar nas pessoas com relação ao vírus, existe a parte econômica. Muita gente perdeu o emprego, teve corte nos salários, e mesmo aqueles que não foram tão afetados, irão economizar. Daí que a tendência é de uma queda forte no número de turistas. Pelo menos é a previsão do próprio comércio.

Decidir logo
Uma nova data para eleição deste ano, que definirá novos prefeitos e vereadores, é praticamente certa. O problema é que a demora na decisão está deixando os partidos e pré-candidatos sem condições de planejamento. Alguns falam em novembro, outros em dezembro e até teoria para janeiro de 2021 já surgiu.

Estrutura
O problema é que é preciso definir logo uma data, para que os partidos possam se organizar na questão financeira e consequentemente contratação de equipes de rádio, televisão e escrita, além da rede social que vai ser muito forte na eleição. A questão de um mês de diferença representa muito nestas decisões. Minha aposta é que será em dezembro, os dois turnos.

Separar – FOTO
Com a quarentena, milhares de pessoas ficaram em casa e, consequentemente, consumiram o triplo. O problema é que muita gente não aprendeu a separar o lixo orgânico do reciclável, mas mistura tudo e causa danos ao meio ambiente. Isso sem falar naqueles que estão jogando lixo nos terrenos baldios e até praças de Joinville. Algo absurdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *